Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


sexta-feira, setembro 05, 2008

Coisa mais querida do mundo

Desesperada porque estava em cima do horário da matrícula do master e eu não havia encontrado o local das inscrições, entrei no accueil da Université Stendhal e já fui entonando para uma senhora do balcão: "Bonjour, madame. S'il vous plaît...". Ela me cumprimentou e rebateu, em português: "você é brasileira?". Abriu um sorrisão com a minha resposta: "você não sabe como eu fico feliz de encontrar brasileiros aqui na França!".
Em um sotaque que misturava francês e carioquês, me contou que é francesa, mas que morou muitos anos no Rio de Janeiro e que adora o Brasil. Brinquei com ela falando que, se ela não me revelasse, eu juraria que ela também era brasileira. "Que nada!", se lamentou, os olhinhos brilhando. E puxou mais papo: quis saber de onde eu era, o que eu iria estudar, há quanto tempo eu estava aqui. Um doce de pessoa! Para terminar, disse que qualquer ajuda que eu precisasse ou qualquer problema que eu tivesse, eu poderia contar com ela. "Apareça 'mexmo". Meu nome é 'Crixtina'".
Aí que eu quase perdi mesmo o horário da matrícula. Mas quer saber? Estava tão feliz com esse episódio que nem me importei. Me senti em casa.

4 Comments:

  • At 4:54 PM, Blogger RodOgrO said…

    Como é bom ver vc falando de algo que não seja francês pelado, querida! hahahaahahh

    E ainda mais algo que te deixou feliz. Muy bueno!

    Você tem tarefa a fazer, deixei para você lá no Ogrices. Eu disse que um dia me "vingava" do "8 coisas antes de morrer" e talz. ;) (brincadeirinha, é só que quero saber o que sua imaginaçãozinha vai criar!) Baccio! :*

     
  • At 9:06 PM, Blogger Mari Thomé said…

    Cariocas até é mais difícil que achar gremistas em outros países. Mas pelo jeito deste azar de conseguir a segunda opção! :P

    Mas afinal... Achou o lugar da matrícula?

    Beijos pra ti!

     
  • At 12:49 PM, Anonymous Rafa said…

    óin, como diriam os jovens...

     
  • At 9:12 PM, Blogger Chantinon said…

    As referências que tive sobre a simpatia do povo frances não foram as melhores... Que bom saber que existem contradições :)

     

Postar um comentário

<< Home