Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


quarta-feira, agosto 27, 2008

Entre o liberado e o proibido

Em uma das algumas trilhas que fizemos em Cassis, cidadezinha no litoral sul da França, chegamos a uma praia de pedra, bem longe da badalação do verão francês. Atraídos pela tranqüilidade do local, resolvemos nos estirar no sol e aproveitar da paisagem particular desse lugarzinho escondido. Até que, já instalados e fazendo uma observação mais detalhada, nos deparamos com uma baita surpresa: estávamos em uma praia nudista! Isso mesmo, todo mundo pelado, bem feliz, com ou sem a mão no bolso.

Mas, mas, como assim ninguém nos avisou? Nenhum cartazinho ou plaquinha indicava as restrições da área... Nem no mapa de Cassis, nem nas informações turísticas. Não que a gente tenha procurado, claro. Até porque o topless das francesas já me é pelação suficiente.

Agora, me digam, o que faz que alguém institua o nudismo em uma praia de pedra à beira do Mediterrâneo? Porque além da falta de areia ser desconfortável, as rochas são extremamente quentes e, como todo mundo sabe, esse mar é pra lá de salgado. Ou seja, se já amassa, queima, arde e assa com a proteção das partes íntimas, imaginem sem.

Se isso não é das maiores bizarrices, um tiozinho resolveu inovar (mais ainda?), na mesma praia, com um traje um tanto atípico. Canisso na mão (calma, canisso de pesca, minha gente!), chinelinho, boné e... um mínimo string denotando suas protuberâncias branquelas. Caetano Veloso de tanga rosa nas praias cariocas é démodé. Tamanha ousadia deixou a desejar até os os mais bagaceiros biquínis brasileiros. Désolé, gostosas! Pobre usa fio dental, schique mesmo é macho de string.

Enquanto isso, pelas ruas de Cassis, avisos proíbem os veranistas de andarem em trajes de praia pelas ruas.

Mas esse mundo está virado ou o quê?! Confesso que esse jogo de pode/não pode me deixou um tanto confusa... Desde quando se regulamenta como andar no calçadão da praia se logo ali na frente do mar está todo mundo despido?

E antes que me perguntem se entrei no clima do paraíso, NOT. Bem pelo contrário, decidi vestir meu shortinho e minha camisetinha só para não ser parte do consenso.


Acho que teve mais gente que não se deu conta que estava em uma praia nudista...

6 Comments:

  • At 10:25 PM, Blogger Mari Thomé said…

    Mas tu tá ficando muito experiente em praias nudistas, hein!!!

    Dany, voltei pro meu blog. Passa lá uma hora dessas. Espero não escrever muita bobagem... Hehehehe

    Beijos pra ti de longe :)

     
  • At 10:54 AM, Blogger Chantinon said…

    Como sou anarquista e super liberal, não me assusto com nada...
    Porém, não há ser que me demonstre uma razão para andar nú, ainda mais no sol e enviar a bunda na areia. Nunca entendi esse movimento naturalista. Mas se eles acham bom...

     
  • At 1:34 PM, Blogger Chantinon said…

    Heheh...
    Acho que M83 não é post rock, é shoegaze, mas é bom de qualquer jeito.

    Iria falar que God is the astronault me fez deixar de lado todas as bandas desse estilo... ai vi no teu last... tá tocando :)

     
  • At 4:44 PM, Blogger Criz Azevedo said…

    uma vez vi um globo reporter sobre aquela comunidade em Taquara, Vale do Sol, acho que é o nome. Achei naturalismo uma coisa anti higiênica.

    Tinha uma criatura fazendo comida. Fico aqui imaginando ele assando um churrasco. E se pousar um mosca no pinto, ele automaticamente vai espantar o bicho com a mão ou coçar o braúlio. Porque mosca, mosquito tem muito no mato.

     
  • At 8:16 PM, Blogger RodOgrO said…

    Oi, Dany! Várias aventuras, hein?? hahahahah

    Francês não faz mto sentido não, nem encana. Esses romanos são todos loucos, por tutatis! ;)

    Beijo!!!

     
  • At 7:33 PM, Blogger Kallil said…

    huahuahuauhuhauhauha
    Aaaah, sei não, essa história de "ninguém me avisou". É igual falar "Ah, tava mudando de canal, daí acabou a pilha do controle juusto na hora que tava passando A Praça é Nossa." rsss
    Meu, é lá que fazem o Licor de Cassis?!? Se for assim, não bebo mais.
    Acho que há uma tênue linha entre o naturismo e alguma parafilia (aliás, manual de bolso Aqui.)
    E só gente bonita lá, né?! nenhuma barriguinha, pô. Dá vontade de chegar correndo, com uma cueca de elefantinho, e emendar a velha manobra "bombinha" na água. rs
    Deve ter sido mto bacana a viagem! Brigado por partilhar!
    Bjãozão!!

     

Postar um comentário

<< Home