Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


segunda-feira, março 20, 2006

Vícios e overdoses

Estou ficando cada vez mais cheias de vícios. E essa situação que tem me irritado muito. Porque quando pego uma mania só tenho vontade de fazer isso o dia inteiro. Não tem limite.
Primeiro foram as saias. Criei o modelo de duas. Depois de mais duas e mais duas. Agora tenho uma coleção de saias de todas as estações, para todas as ocasiões, modelos e cores. Mas ainda não parou. Quero uma evasé rosa com laço do lado esquerdo.

Depois, Hello Kitty. Começou de brincadeira para relembrar a paixão da infância. Tic-tacs, chaveiros e porta-níquel da gatinha. Aí vieram as camisetas, bonecas, pelúcia, bolsa, copos, pratos, xícaras, edredon, colcha, tapete. No meu apartamento tem tanta Hello Kitty que o Vini disse que se sentiu falta de ar tamanha a overdose da bichana.

Em terceiro lugar, vem o suco de laranja. Nunca gostei muito, até resolvi me viciar e só beber suco de laranja. Em qualquer situação ou em qualquer lugar que eu fosse me embebedava de suco de laranja. Até que um dia, quando eu trabalhava na Câmara do Livro com a Bina, ela me apresentou a famosa salada de fruta com sorvete do Mercado Público. Aí substituí o vício. Quando tinha um tempinho, fugia para a famosa banca do centro e pedia com sorvete de creme. Sempre. E a mania prosseguiu durante os seis meses de trabalho no Terra.

Eis que depois da morte do meu pai eu passo as noites em claro e começo a baixar emoticons. Foram madrugadas inteiras baixando os bichinhos animados para, durante o dia, ficar mandando para os amigos. Parei de baixar quando cheguei perto dos mil emoticons.

Na mesma semana, assisti “Hora de Voltar” e me apaixonei pelo filme e pelo grupo que toca no trailer do filme: Frou Frou. Baixei todas, todas as músicas e fiz todo o bairro cortar os pulsos com a faixa nem um pouco animadora “Let go”. Também peguei a mania de imitar a personagem Sam, interpretada pela Natalie Portman no filme. Assumi a identidade dela no msn. Ganhei o pôster do longa de aniversário do Mateus.

Dias depois, a minha prima Jujuba me manda uma música da banda Ludov. Pronto, foi dada a largada! Mas não me contentei em só baixar as músicas, tive que comprar o cd original. Agora haja paciência para me agüentar escutando, cantando e falando de Ludov o dia inteiro. Além de ficar fazendo cópias do álbum e distribuindo para os amigos...

Mamãe, hoje: “Sério filha, agora desliga um pouquinho o som porque já está doendo a minha cabeça”.

“Eu tenho o mundo inteiro pra salvar
E pensar em você é kriptonita”
(Kriptonita – Ludov)

4 Comments:

  • At 9:39 AM, Blogger Lu Thomé said…

    Bah! Quando eu vi Hora de Voltar, me lembrei de ti. Só esqueci de comentar isso... E a trilha é muito boa! Beijos!

     
  • At 10:32 AM, Blogger OgrO said…

    É, eu sei como você se sente. Um dia comecei a ler teu blog, e desde então... não parei mais.

    Quanto a bandas legais, como é que você poderia fazer para enviar para um amigo de sampa, hein? Arquivo por arquivo no msn, ou tem alguma idéia + criativa? Softwares p2p são proibidos na empresa e não tenho computador em casa! (quem diria, hein? Ô situação!)

     
  • At 12:19 PM, Anonymous Shannyn said…

    Eu ainda continuo viciada em Let go! Todo dia tenho que ouvir pelo menos uma vez, senão entro em crise!

    E Dany, a gente é assim mesmo...é um tal de ir até as nuvens e fundo do poço em instantes. É querer tudo nos mínimos detalhes, é querer tudo até a última gota.

    Superficialidade? Não, obrigada.

    :***

     
  • At 1:28 PM, Blogger cherrytati said…

    Dani! Eu também sou assim! E é tão bom ser assim: somos intensas, inteiras, plenas. Nós não 'gostamos', nós 'amamos'. Nós não 'estamos com' os as pessoas, nós 'vivemos' as pessoas. Seja sempre assim! Beijos!

     

Postar um comentário

<< Home