Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


sexta-feira, novembro 19, 2004

Por isso eu corro demais

Hoje eu fui dormir às 3h da manhã. E acordei às 7h. Entreguei o segundo capítulo da monografia. Almocei correndo. Me estressei no Decordi. Me estressei no SAE. Me estressei com o sistema da UFRGS que diz que eu tenho 0% de créditos, mesmo sendo formanda. Cheguei sour e atrasada no trabalho.
Hoje me senti feia, gorda, chata. Um metro de raiz na cabeça, sobrancelha de urso, pernas finas e espinhosas, cara de polenta, bunda de grilo.
Hoje minha cabeça latejou como nunca. Comi chocolate, por instinto, sem sentir o gosto. Me estressei com erros meus. Me estressei com a minha consciência pesada pelos erros meus. Prometi a mim mesma que vou parar, que vou ser mais racional, que vou me concentrar mais em coisas mais importantes.
Hoje cheguei em casa babando de sono, me encolhi no sofá, dormi. Acordei ainda sour às 23h. Chorei. Chorei mais um pouco. E quando eu parei de chorar, chorei mais.
Hoje estou me sentindo carente, triste, indecisa, desconfiada, estressada, louca.

Quando tudo isso vai acabar?

ENTÃO EU CORRO DEMAIS
SOFRO DEMAIS
CORRO DEMAIS
E VOCÊ AINDA ME PEDE
PARA NÃO CORRER ASSIM

(Adriana Calcanhoto)

2 Comments:

  • At 11:58 AM, Anonymous Anônimo said…

    pára de reclamar. olha o namorado que você tem.
    sério, só ele já é motivo para você estar feliz.

     
  • At 10:16 AM, Blogger Dany Franco said…

    O Teus é mon fabuleux destin, minha fluoxetina, meu tudo. Eu sei disso e ele também...
    Mas e tu, quem és? Minha consciência, minha mãe ou minha psicóloga?

     

Postar um comentário

<< Home