Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


quinta-feira, novembro 30, 2006

Open your eyes

- Eu odeio essa condição, geralmente masculina, "me bate que eu me apaixono". Sim, homens geralmente são assim. Quando percebem que estamos gostando deles, eles simplesmente somem, como se sentimento fosse algo novo, assustador, temeroso, inaceitável. Até hoje não entendi isso, não entendo, e também não quero mais tentar. É como fim de namoro, sabe. Quando a pessoa se dá conta que perdeu, passa a correr atrás da outra desesperadamente para dizer que ela é coisa mais importante da vida, que vai ser impossível viver sozinho, que faz de tudo para voltar, e, depois, quando vê que a situação não se inverte, passa a ameaçar a pessoa: "quando tu pedires para voltar eu que não vou mais aceitar" e, depois, quando vê que a situação não tem volta: "um dia tu vais te arrepender amargamente disso". Quando só resta o desespero, aparecem as ameaças de morte. Mas, claro, a pessoa nunca se mata. Quanto drama inútil. Meses depois tu encontras o potencial suicida com outra, feliz, passeando pela rua, pronto pra viver essa novela sei lá mais quantas vezes. Se é que se permite viver essa novela. Porque antes da novela, tem várias outras novelas inacabadas. Esta do não me diz que tu gosta de mim para eu não deixar de gostar de ti é da classe Vale a Pena Ver de Novo, mas só se encaixa aí pela repetição porque, na verdade, nunca vale a pena. Eu já decorei todos os capítulos, sei direitinho toda a ordem dos acontecimentos e dos diálogos. Mas eis que um dia a mocinha resolve improvisar e... os papéis têm que ser readaptados. Porque o mocinho, aquele que vivia a dispensando recebe, bem por acaso, o troco do que sempre aprontou por aí, bem por acaso também, não propositalmente. Aí ele revê seus conceitos de sentimento, começa a sentir vontade de estar com alguém, percebe que ela realmente vale a pena e que a vida, o mundo, o universo e o cosmos ao lado dela seriam um conto de fadas. Seriam. Porque, quando resolve voltar atrás, ela nem se lembra mais porque um dia gostou tanto dele. Aliás, ela percebe que tudo o que um dia eram virtudes, hoje são motivos de asco. É isso que acontece, é assim que funciona, estou te falando. Eu, um dia, poderia ser uma consultora sentimental. E ia entregar cordas, armas, e facas para as pessoas. Não para matar as outras, claro. Ia dizer: "Pois é, não tem jeito mesmo. Mas ali na Redenção tem uma árvore que é bem do teu tamanho. Então pega essa cordinha aqui, passa ao redor do pescoço e..." Ei, tu estás me entendendo? Aposto que não estás mais nem me ouvindo. Ah, quer mesmo saber? Esquece tudo isso. É tudo papo furado. Pieguice de pisciana, gente bem chata. Odeio piscianos, odeio. Como dizia o Rafabal, é o pior signo. E é mesmo. Tá, agora já pode me beijar.

"I want so much to open your eyes
Because I need you to look into mine"
(Open your eyes - Snow Patrol)

13 Comments:

  • At 12:54 PM, Anonymous Cíntia said…

    Ser humano é tão idiota, não sei qual o problema deles. Sabem de tudo, eu sei de tudo, como se adiantasse alguma coisa.

     
  • At 6:32 PM, Anonymous Anônimo said…

    EU poderia ter perfeitamente escrito esse texto. apenas tirando o fato de NÃO ser pisciana. quanto a odiá-los, perfeito (não a ti que não conheço)e a primeira parte é a minha vida atual. oh my.


    Julieta

     
  • At 9:13 PM, Anonymous Chris Azevedo said…

    adorey dany!

     
  • At 9:49 PM, Blogger Said Sadly said…

    Não sei o que passa; espero que orgulho não te prive de felicidades.
    "Love comes in colors i can´t deny..."-Crush (TSP).
    Na verdade, a melhor parte do post é descobrir que ouve Snow Patrol..!.. Mui phoda.

     
  • At 9:54 PM, Blogger Said Sadly said…

    Ah sim, só uma constatação: "bate que eu me apaixono" é uma regra 100% das fêmeas; está provado. Na verdade, relendo o post ficou ainda mais nítido.

     
  • At 10:31 PM, Anonymous Anônimo said…

    Pior é quando o/a individuo/a, além de tudo isso, resolve fazer "tatuagens para refletir o amor" pela pessoa e depois tudo termina com mais um pé na bunda!

    Considero blogs pessoais mais que ridículos. Mas confesso que este daqui é uma grata surpresa. Hilário, repensarei meus conceitos sobre este negócio. Ver sitcoms na TV ou ler histórias em quadrinhos pra qué mais?

    :D[--{

     
  • At 8:58 PM, Anonymous Anônimo said…

    meu... eu sou pisciana...
    >.<
    desculpa ?

    :P

     
  • At 11:03 PM, Anonymous Rubra said…

    Atualiza, mamífera!!!

    MIAU!

     
  • At 12:21 AM, Anonymous Anônimo said…

    Dani, tenho te ligado há alguns dias - mas vc não para em casa. Tá a fim de um café?
    Xs,
    Beto.

     
  • At 9:02 AM, Blogger OgrO said…

    "condição geralmente masculina"?

    Tô mais na linha da Said Sadly de que é uma condição fêmea. Mas analisando cruamente, acho que é uma condição inerentemente humana, isso sim. Ou o sentimento é recíproco, ou assusta e afasta quem não compartilha dele.

    À menos que ela seja muito fdp e se aproveite dos seus sentimentos para te envolver e suprir sua carência afetiva e... ops, estou divagando. Não que isso tenha acontecido comigo nunca... ¬ ¬ *disfarça*

     
  • At 2:32 PM, Blogger Said Sadly said…

    Isso acontece....
    PS: é DO Said Sadly...rss.

     
  • At 12:39 AM, Anonymous Anônimo said…

    a gente é foda, né ?
    >.<

     
  • At 12:24 PM, Blogger Jujuba said…

    atualiza pomboca!!!

     

Postar um comentário

<< Home