Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


terça-feira, janeiro 24, 2006

Carrie, a estranha

Há tempos não me sentia assim, mas estar em Tubarão sempre traz à tona a sensação de me sentir estranha. As pessoas viram o pescoço e ficam me olhando. Encontrei, inclusive, uma ex-colega de ensino médio que me reconheceu, mas se negou a me cumprimentar. Será que ela ficou com medo? Mas uma saída a um barzinho de Laguna me fez desvendar algumas respostas ao espanto dos meus conterrâneos:
1 – Não sou loira
2 – Não estou bronzeada
3 – Uso mais que 5 centímetros de roupa
4 – Salto alto, nem pensar
5 – Silicone, só no cabelo

Mas o que me faz sentir mais peixe fora d’água é o que as pessoas escutam: é só funk, pagode e muita Ivete Sangalo, a ponto de eu, mesmo inconscientemente, já ter decorado alguns trechos do que eles chamam de música. Meu irmão, que eu acreditava que estava um pouco acima dos parâmetros de qualidade musical por aqui, não conhece Franz Ferdinand, nem nunca ouviu falar.
Claro que isso tem algumas vantagens como, por exemplo, encontrar cds do Blur e do Fat Boy Slim na promoção por R$ 10.

3 Comments:

  • At 9:50 PM, Blogger rafaelkasper said…

    compra um cd do calypso pra te atualizar. tem uma levada bacana.

     
  • At 8:34 AM, Blogger OgrO said…

    Você apontou realmente a grande sacada dessas modinhas! Aproveitei a onda e comprei Cranberries, Emerson Lake & Palmer e Jethro Tull a R$5,00 cada. Que venha a próxima modinha: tô mó afins de comprar o último CD do Oasis...

     
  • At 9:18 AM, Blogger Dany Franco said…

    Já entendi tudo: estamos ficando velhos...

     

Postar um comentário

<< Home