Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


sexta-feira, agosto 12, 2005

Eu não consigo ser alegre o tempo inteiro II

Essa impressão pessimista que as pessoas têm de mim não é de agora. Quando eu era pequena, minha família me apelidou muito carinhosamente de "tempo-triste". Segundo a minha mãe, eu nunca estava satisfeita com nada, sempre enxergava defeitos em tudo.
"Lá vem a tempo-triste", denunciava alguém quando eu me aproximava inclinada a reclamar de alguma coisa. O meu machucado sempre doía mais, o meu pedaço de bolo era sempre o menor, as minhas necessidades era sempre mais urgentes que as de qualquer outra criança. Tudo, claro, de acordo com as versões da minha mãe.
E embora eu imaginasse que isso já estivesse sepultado há muito tempo, um ex-colega da Câmara do Livro comentou que eu tinha uma "aura depressiva": palavras dele. E essa semana, o Rafa abriu a página do Adão Iturrusgarai e disse, me mostrando a tirinha aí abaixo: "Isso me lembra muito de ti".
E, definitivamente, eu não sou triste, nem infeliz. Só que acredito que a felicidade não é constante. Também não acredito que ninguém que reflita sobre a realidade, sobre as pessoas, sobre o mundo, consiga se manter alegre por um longo período.

Mas deixo claro que essa é uma boa fase... talvez, a melhor desses últimos tempos.

4 Comments:

  • At 8:42 PM, Blogger Alexandre said…

    Dany, como eh bom esse teu blog. Putz, como eh bom.

    Ah, e tua tese´eh perfeita. Vou além: uma pessoa, sei lá em que momento da vida, acaba obrigada a optar entre ser feliz ou ser inteligente.
    Mas claro que felicidade nada tem a ver com alegria.

    Saudades de ti.

     
  • At 10:35 AM, Blogger OgrO said…

    Poucas pessoas vêem além do que os olhos permitem, Dany, nem esquenta! Acho um barato que você se diverte com essa percepção!!

     
  • At 10:34 PM, Blogger Lu Thomé said…

    Oi Dany,
    Como estão as coisas? E o emprego novo? Me mande notícias.
    Beijos!

     
  • At 10:34 PM, Blogger Lu Thomé said…

    Oi Dany,
    Como estão as coisas? E o emprego novo? Me mande notícias.
    Beijos!

     

Postar um comentário

<< Home