Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


sexta-feira, julho 08, 2005

Platônicos

Durante toda a minha infância e adolescência, cultivei uma gama de amores platônicos e impossíveis, a grande maioria provenientes do mundo do cinema. A primeira paixão foi Henry Thomas, o Elliot, de “ET”, depois, Sean Astin, de “Goonies”, Robert Sean Leonard e Ethan Hawke, de “Sociedade dos Poetas Mortos” – todos, com exceção de Ethan, colecionadores de participações pouco notórias em filmes B. Contudo, nenhuma dessas paixões foi tão forte quanto Christian Bale. Christian faz parte do rol “amores ruivos”: os mais intensos, dolorosos, e até o momento, são os que me parecem ser eternos. Minha adoração por ele começou quando ele era um garotinho de 12 anos, em “Império do Sol”. Depois, ele fez “Henrique V”, “Últimos Rebeldes”, “Adoráveis Mulheres”, “Velvet Goldmine” e aposto que ninguém viu. Só eu.
Christian sumiu por uns tempos e eu também dei uma pausa nos meus amores platônicos impossíveis porque já era época de viver os reais. Mas quanta surpresa me causou o guri, agora um homem (e que belo homem!) ao ser especulado para interpretar “Batman Begins”. E embora minha fascinação pelo longa possa ser vítima da minha tietagem, é inegável que Christian está brilhante em “O Operário”. No entanto, para mim, o sucesso do moço não se limita à interpretação dele: cadavérico, com trinta quilos a menos de seu peso normal, continua lindo e charmosíssimo. E eu, sigo platonicamente apaixonada.

5 Comments:

  • At 2:14 PM, Anonymous Anônimo said…

    Essa paixão eu tenho pelo Keanu (que começou beeem antes de Matrix)!

    Na parte de ruivos, lembro-me de um brasileiro que participou do Iatismo nas Olimpíadas...E um ginasta russo.

    Ai, ai...que coisa boa lembrar disso!

    Beijo, beijo!! Rô

     
  • At 2:27 PM, Blogger Dany Franco said…

    Aposto que o ginasta ruivo era o Nemov!

     
  • At 6:11 PM, Blogger OgrO said…

    Mas que belo post!!! Muito legal mesmo! Pra variar, impecavelmente escrito e muito cativante. Quanto ao seu gosto por Batman (foi o que eu entendi por "fascinação pelo longa (Batman Begins)", que agradável surpresa!! Como é que, depois de tanto tempo que a gente se conhece, eu não sabia disso??

     
  • At 6:46 PM, Blogger OgrO said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • At 6:47 PM, Blogger OgrO said…

    Minha primeira paixão platônica foi a Juliana Donald. Conhece? Não, né? É a morena de Muppets em Nova York!!! Dá pra desenterrar mais?! rsssssssss Depois disso, por mto tempo foi Cindynha. Crawford, sabe?
    Adolescente, era louco pela Tiazinha (confesso! Todos tivemos nossas horas mais negras!)
    Hoje em dia é outra morena, a gatíssima e radicalíssima Angelina Jolie! TUDO DE BOM!! ;)

     

Postar um comentário

<< Home