Ma vie en rose

De frente, de lado, de costas. En France.


quinta-feira, maio 15, 2008

A máfia



Em cinco dias passados na Itália, achei mais Francos lá do que no Brasil. E é impressionante essa coisa de descendência porque foi incrivelmente fácil de se comunicar com os italianos. Eu, que sempre achei ridículo esse orgulho burro de alguns brasileiros de afirmar suas origens européias de duzentos anos atrás para comprovar superioridade, confesso que minha ascendência teve alguma utilidade, pela primeira vez. Porque, automaticamente, me vinham expressões, palavras, traduções, consegui até ler o jornal, coisincrível! Tirando algumas baboseiras e palavrões que aprendi com o meu vô quando eu era pequena (essas coisas proibidas que os nonos sempre nos ensinam escondidos dos pais), nunca fiz aulas da língua e nem precisei dos sete intermináveis meses de curso para sair da linguagem dos sinais, como foi com o français.
Não é à toa que aqui na França todo mundo me tira pra italiana: ou olhando meu sobrenome ou em função da minha cara de polenta. O bom é que agora já sei onde posso pedir asilo se o Sarkozy resolver me expulsar.

2 Comments:

  • At 8:07 AM, Blogger RodOgrO said…

    hahahahah

    Eu sempre tive muito medo do seu sobrenome... o temperamento dos Franco é FO...go.

     
  • At 10:12 AM, Blogger Jujuba said…

    Como diria a musica de uma banda que gosto muito "não é facil ser eu!" rsrsr

     

Postar um comentário

<< Home